Puja


A palavra puja é derivada do dravidiano pu, que significa “flor”, em sua forma mais simples, o puja geralmente consiste em fazer uma oferenda de flores. As línguas dravidianas sofreram uma forte influência do sânscrito, no qual puja significa reverência, adoração ou devoção espiritual.


Puja é uma prática ancestral do sul da Índia, que realiza oferendas, visualizações e mantras que convidam a deidade para a residência ou local da prática. Os pujas e rituais hindus são essencialmente as vias para entrar em contato com o Eu supremo. A oferenda externa é o caminho da ação e a oferenda internalizada é o caminho da meditação, ambas se complementam fechando o círculo que sustenta o praticante em sua vida espiritual, fortalecendo e auxiliando na busca da sua verdadeira essência. Sendo assim, como objetivo final, a libertação de sofrimentos, aflições, condicionamentos e débitos cármicos passados.

Puja é, de diversas maneiras, semelhante a convidar alguém para ir a sua e casa e estender um conjunto de atos de hospitalidade a essa pessoa, como oferta de assento, água para lavar os pés e as mãos, água para beber, oferecendo também comida, como frutas, arroz, cúrcuma, entre outros. O puja é modelado sobre a ideia de dar um presente ou a oferta a uma divindade e poder receber sua bênção. Os componentes de um puja variam muito de acordo com a seita, comunidade, parte do país, hora do dia, necessidades do adorador e texto religioso seguido.


Como realizar um Puja


Preparação: escolha o dia e a intenção do seu puja. Durante o dia, tente permanecer concentrado(a) e harmonizado(a). Deixe o local onde será realizado o puja, limpo e organizado. Se ambientando com incensos, músicas e mantras devocionais. Antes da prática, prepara-se energeticamente, como tomar um banho de ervas por exemplo. Recomendado manter uma alimentação leve, à base de frutas, legumes, verduras e grãos.


Objetos necessários: Murti (imagem/estátua da divindade); prato de Arati (ou pode usar um porta velas); sino; algodão; ghee (não utilize outro item no local); velas; incensos; flores; frutas; doces; leite; iogurte; mel; açúcar; água e akshata (arroz integral cozido com cúrcuma). Lembrando que esses são itens tradicionais, você pode sentir outras oferendas ou não é obrigatório todos citados acima.

Como usar o prato de Arati: faça bolinhas de algodão puxando uma pequena porção para cima, deixando formato de gota. Insira o algodão nos buracos do prato e banhe com ghee derretido (liquido). Caso não tenha o prato de Arati, você pode adaptar com porta velas, principalmente aqueles redondos que possuem local para 7 velas. Se não foi possível adquirir o ghee, utilize velas no lugar, não utilize manteiga ou margarina.


Passo a passo:

1. Iniciar o toque do sino – de frente à Murti, feche seus olhos e uma as mãos em gente ao peito, realize algumas respirações profundas para aquietar o pensamento. Entoe o mantra com consciência de que está invocando a força da divindade;

2. Acenda o prato de Arati ou porta velas – “Saudações à luz, para que toda a ignorância seja destruída. Que a luz traga auspiciosidade, prosperidade, saúde e abundância;

3. Banhar os pés da Murti;

4. Purificar os objetos de oferenda com gotas d´água;

Obs.: ao oferecerão no puja, pronuncie a palavra Samarpayam, que significa literalmente “Eu ofereço”).

5. Ofereça duas porções de Akshata no altar para cada um dos quatro elementos oferecidos, total de oito porções;


Ao ofertar as oferendas, realize sete movimentos circulares na frente da murti e depois aos participantes (se houver).


6. Samarpayam; oferecer o elemento Água (cálice com água);

7. Samarpayam; oferecer o elemento Terra (frutas e flores);

8. Samarpayam; oferecer o elemento Ar (incenso de massala ou sândalo);

9. Samarpayam; oferecer o elemento Fogo (prato de Arati com as pequenas tochas de algodão com ghee);

10. Finalize essa primeira parte com uma música devocional;

11. Toque o sino.


Nesse momento, vamos iniciar a Abhisheka, que significa “Banho Sagrado”. No qual derramamos sobre a Murti seis ingredientes: leite, iogurte, mel, ghee, açúcar e água. Enquanto realiza as oferendas, permaneça entoando o mantra da divindade invocada. De acordo com a tradição, cada elemento banhado nos abençoa uma qualidade em nossas vidas.


12. Iniciar o toque do sino

13. Derramar os ingredientes na seguinte ordem:

- Leite: para bênção do perdão

- Iogurte: para a prosperidade

- Mel: para a fala doce

- Ghee: para a vitória

- Açúcar: para felicidade

- Água: para a pureza

14. Espalhar pétalas de flores sobre a murti

15. Finalizar com o toque do sino


Ao finalizar o puja, todos os participantes devem compartilhar os alimentos que foram oferecidos e abençoados pela divindade.

61 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo
INFORMAÇÕES
CONTATO
Serpente Sagrada | CNPJ 33.292.118/0001-90 | Rua Duarte de Azevedo 543 Santana - São Paulo/SP  CEP 02036-022
Prazos de entrega dos produtos variam de acordo com disponibilidade. Pronta entrega são postados no Correios em até 5 dias úteis e encomendas são combinadas à cada caso, nos consulte.